A VERDADEIRA DITADURA ESTÁ POR SURGIR

5519

Os brasileiros precisam conhecer a verdadeira história do Brasil e entender que o Regime Militar NÃO FOI uma ditadura como eles pregam. Se não tivesse ocorrido a intervenção militar em 64 hoje seríamos um país continental com a mesma política e regime que governa CUBA.

Os militares não foram perseguidores da população mas sim REagiram à altura das guerrilhas instaladas no país. Esses sim foram os verdadeiros REACIONÁRIOS que nos salvaram do câncer comunista que até hoje assola o mundo. Interessante é ver a política de descontrução das nossas forças armadas, que hoje vive sucateada e sempre de pires na mão buscando um mínimo de recursos para manter, aos trancos e barrancos, suas funções constitucionais.

Afinal de contas quem foram as vítimas da chamada DITADURA? Resposta: guerrilheiros treinados, células terroristas, assaltantes de bancos, invasores de terras, assassinos de mulheres, jovens, crianças, enfim… a fina nata do que não presta em uma sociedade.

Hoje essa nata podre está nos governando há quase 12 anos… o resultado está aí a olhos vistos e olha que eles estão apenas começando, é o ovo da sepente. Logo acabam com as forças armadas e polícias militares… o povo, esse gado tangido, já está desarmado. A história está aí para se contada… basta olhar com senso crítico.

Você já se perguntou como as famílias dos nossos 5 Presidentes-Generais vivem hoje em dia? Pesquisem e veja se tem ‘milionários’ ou ‘emergentes sociais’… O Brasil deu um salto nas décadas de 70, 80 até a volta da democracia e o voto direto em 1985. A Ditadura é fábula contada nas hostes do MST, MTST, Via Campesina, FARC’s, e toda sorte de militância, as quais, a partir da edição do Decreto 8.243 ganham superpoderes através da participação obrigatória de conselhos populares na representatividade do povo outorgada ao congresso nacional.

Por fim, é bom lembrar que na fase pré-revolucionária russa os chamados Conselhos Operários ou Sovietes (do russo: сове́т) eram colegiados, ou corpos deliberativos, constituídos de operários ou membros da classe trabalhadora que regulava e organizavam a produção material de um determinado território, ou mesmo indústria.

Este termo é comumente usado para descrever trabalhadores governando a si mesmos, sem patrões, em regime de autogestão. O resultado nós vimos acontecer na história da extinta União Soviética e Alemanha Oriental, mergulhadas ao fim de uma era no caos social e povo degredado. É isso que nós queremos para o Brasil?

Fábio Delgado

Deixe seu comentário!