Ao votar aumento do próprio salário, vereador diz que quem ganha mal pode ser corrupto

0
1069
O vereador Antonio Eurípedes da Silva, de Guaíra (Foto: Valdinei Malaguti/EPTV)

O fato aconteceu no mês de março de 2016, durante votação que aumentou em 15% os vencimentos dos vereadores da cidade de Guaíra (SP).

Mas o que realmente chamou a atenção foi a declaração do vereador, Eurípedes Da Silva (PSB) que, ao defender o reajuste, disse que as pessoas devem ganhar bem para que não sejam corruptas. As declarações do parlamentar viraram notícia nas principais mídias do país.

“Aquela pessoa que não tem um, como se diz,  pagamento adequado pode até no dia de amanhã não honrar. Você entendeu? Às vezes ser um vereador corrupto”, afirmou o vereador.

Após a polêmica, o parlamentar se retratou e disse que não foi bem interpretado ao defender uma boa remuneração para pais de família. “Quem ouviu minha fala sabe o que eu quis dizer. Infelizmente usaram alguma parte da minha fala pro mal.”

Ah, sobre os salário, passarão de R$ 5.072 para R$ 5,5 mil os rendimentos dos próximos ocupantes do Legislativo local. Na mesma sessão foram votadas reduções nos salários do vice-prefeito e dos secretários, passando de R$ 7,6 mil para R$ 7,2 mil e de de R$ 7,6 mil para R$ 7 mil, respectivamente. Já o salário do prefeito local não foi modificado e permaneceu em R$ 25 mil, bem superior a outros salários de prefeitos em cidades maiores. (G1)

Veja também:

Vereador apresenta projeto que determina prisão perpétua para quem for “sarcástico” com animais

Por um São Paulo de diversidades, THAMMY MIRANDA para vereadora (o)

Facção criminosa PCC pretende financiar eleição de prefeitos e vereadores no Ceará

Cidade mineira fica sem vereadores após todos serem presos por corrupção

População pressiona e vereadores são forçados a reduzir vencimentos para 1 salário mínimo

Vereador quer proibir uso do cinto de segurança: “Ele suja a roupa”

TV americana ridiculariza eleições brasileiras e lembra do caso em que um rinoceronte foi eleito vereador por SP

Deixe seu comentário!