O dia em que uma mulher sozinha calou as defensoras do aborto no Congresso Federal

0
7583

O fato aconteceu no dia 8 de março de 2012,durante audiência pública promovida pela Subcomissão Permanente em Defesa da Mulher sobre o tema “As políticas públicas para a saúde da mulher”

Depois que a professora de Antropologia da Universidade de Brasília (UnB) e ativista do Centro Feminista de Estudos e Assessoria (Cfemea), Lia Zanotta, disse que muitas mulheres estão morrendo por causa do aborto ilegal no país, as representantes do Movimento de Mulheres pela Vida, Renata Martins, e da Sociedade de Divulgação Espírita Auta de Souza, Maria Angélica, afirmaram que quem defende o aborto não expressa a opinião da maioria das mulheres brasileiras.

Veja também: Projeto de Willys regulamenta a prostituição e garante aposentadoria com 25 anos de ‘serviço’

Deixe seu comentário!