Bolsonaro diz que “Cortaria todos os recursos para direitos humanos” caso fosse eleito presidente

0
10061

Jair Bolsonaro, deputado federal e capitão da reserva do Exército Brasileiro, está em Porto Alegre para participar da cerimônia de passagem de comando do Comando Militar do Sul.

Bolsonaro afirmou que está prestes a deixar o PP e se filiar ao PSC, partido pelo qual, possivelmente se candidatará à presidência da República em 2018, no entanto, salientou que ainda não se considera pré-candidato.

Em entrevista à  Rádio Guaíba nesta terça-feira, Bolsonaro se mostrou contra a atuação de Organizações Não-Governamentais (ONGs) relacionadas aos direitos humanos. “Eu cortaria todos os recursos para ONGs de direitos humanos. Esse pessoal vive da violência e vive dentro do governo”, justificou o político.

Veja também:

Projeto cria cadeia 5 estrelas e dia em homenagem ao presidiário

O deputado também lembrou e criticou PL 2230/2011, de autoria do deputado Domingos Dutra, à época, parlamentar do PT do Amazonas, partido do qual se desfiliou em 2013.

“Nós arquivamos um projeto, que daqui a pouco será desarquivado, que é o Estatuto do Encarcerado. Se você lê aquilo, você pensa em ser bandido, porque o documento busca garantir diversas vantagens ao presidiário, tais como o direito de visitar familiares doentes e a uma cela individual”, afirmou. (Veja mais detalhes sobre este projeto)

Com informações: Correio do Povo

Veja também: 

Deixe seu comentário!