Em entrevista devastadora, Cunha diz que Dilma afirmou ter 5 ministros no Supremo

0
4780

Mais ou menos assim foi que Delcídio do Amaral foi preso ainda ocupando o cargo de Senador da República, quando fez menções sobre suposta influência política no STF (Supremo Tribunal Federal) no sentido de libertar o ex-diretor da área internacional da Petrobras Nestor Cerveró, preso pela Operação Lava Jato.

Transcrevemos as palavras de Eduardo Cunha em entrevista concedida à Folha, em que o político fala do oferecimento por Dilma, em setembro de 2015, de sua influência sobre 5 ministros do STF, que poderiam ajudar Cunha, que acabara de ser denunciado pelo Ministério Público (Na época, o então presidente da Câmara já havia rompido o apoio ao governo Dilma, que certamente queria recuperá-lo):

A presidente, no dia em que eu estive com ela, em 1º de setembro, fui para uma audiência que ela convocou para falar de medidas e sei lá o quê. Ela disse que tinha cinco ministros do Supremo para poder me ajudar.

Veja também:

Ainda segundo Eduardo Cunha, o governador Pezão (PMDB/RJ) também tentou convencê-lo:

Pezão, numa segunda-feira que eu estava aqui em Brasília, agosto ou setembro, simplesmente me telefonou porque precisava falar comigo urgente. Ele disse: ‘eu estava querendo ir almoçar com o Michel no Jaburu’. Eu disse: ‘Pezão, quer me encontrar lá?’. E ele foi. Chegando lá, pedi licença ao Michel eu fui para uma sala sozinho com ele, que veio com a mesma história de que ela tinha cinco ministros do Supremo para me ajudar.

Voltando à Delcídio. Ele deu entrevista à revista Veja, e também falou sobre os tais 5 ministros do STF que Dilma dizia exercer influência, afirmando ainda que era clara a intenção de fazer lobby nos tribunais superiores e usar ministros simpáticos à causa para deter a Lava Jato”.

“[a presidente] costumava repetir que ‘tinha’ cinco ministros no STF e que era clara a estratégia do governo de fazer lobby nos tribunais superiores e usar ministros simpáticos à causa para deter a Lava Jato”.

Veja também:

Deixe seu comentário!