Para Janot, Governo Temer distribui cargos e ministérios para fortalecer “organização criminosa”

0
1700

Janot acredita que Temer queria fortalecer o apoio político à seu governo para aprovar leis que fortalecessem a “organização criminosa” e encerrasse a Lava-Jato.

Para Rodrigo Janot, ministérios e cargos distribuídos a aliados do PMDB e PSDB no governo Temer fazem parte de um plano para parar a Lava-Jato.

Segundo o PGR, Temer queria construir uma base ampla de apoio político para conseguir aprovar medidas jurídicas, ou seja, editar leis, que viessem a favorecer a “organização criminosa”, que seria: : a proibição de acordos de colaboração premiada com investigados ou réus presos; a proibição de execução provisória da sentença penal e a alteração do regramento dos acordos de leniência.

A avaliação de Janot consta no pedido de prisão do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), do senador Romero Jucá (PMDB-RR) e do ex-presidente José Sarney (PMDB-AP) e que foi negado pelo Supremo.

Informações: Folha de S.Paulo

Deixe seu comentário!