Corrupção sem fim: Ex-presidente da Eletronuclear é indiciado por desvio de R$ 30 milhões

2011

Mais um “desviozinho” de dinheiro público para a conta do povo.

Othon Luiz Pinheiro da Silva, ex-presidente da estatal brasileira Eletronuclear, recebeu propinas ligadas às obras da usina nuclear de Angra 3, de acordo com a Polícia Federal. Othon está sendo indiciado por lavagem de dinheiro, corrupção passiva e organização criminosa.

O escândalo explodiu dentro de outro escândalo

Em abril deste ano, um dos presos na operação Lava-Jato, da PF, Dalton Avancini, ex-presidente da construtora Camargo Correia, resolveu aderir à delação e afirmou sobre a promessa de pagamento de propinas à dirigentes da Eletronuclear durante as obras da usida nuclear Angra 3. Segundo o delator, 1% dos valores dos contratos deveriam ser desviados para o PMDB, contratos estes que chegam à R$ 3 bilhões. (Com informações: Época)

Deixe seu comentário!