Deputada propõe lei para multar a masturbação masculina

1041

Jessica Farrar é um deputada no estado do Texas, no sul dos Estados Unidos. Por ser contra o aborto ela encontrou maneiras restritivas através de leis, para evitar o estrupo e conseqüentemente o aborto.

Chega ao STF primeira ação pra legalizar o aborto amplamente

O grito silencioso. O vídeo que fez o maior médico abortista do mundo a lutar contra o aborto

Atores globais fazem vídeo defendendo o aborto inconsequente e recebem enxurrada de críticas

Jessica propôs uma lei que proíbe a masturbação masculina. Ela explica que o objetivo da lei é proteger crianças que ainda estão por ser geradas. A lei quer proibir “todas as ejaculações fora da vagina de uma mulher ou criadas fora de uma instalação médica ou de saúde”. Quem for pego burlando a regra teria de pagar uma multa de US$ 100.

Se um homem ejacula sozinho, por exemplo, pela masturbação, isso seria considerado um “ato contra uma criança que ainda não nasceu”.

Pode até soar absurdo – mas a intenção da deputada é esquentar o debate sobre o aborto.

Fonte: G1 e Folha de S.Paulo.

 

VEJA TAMBÉM:

STF libera ação e Michel Temer pode sofrer impeachment

Ladrões usando uniforme do Exército explodem carro-forte no Pernambuco

Dívida bilionária sonegada pelo Banco Itaú é perdoada pelo Governo Temer

Colegas de sala pediram e estudante é expulsa da universidade por não concordar com o comunismo

Donos da ‘Playboy’ brasileira são acusados de oferecer crescimento na revista em troca de sexo com as modelos

 

 

 

 

Deixe seu comentário!