Dilma se defenderá no Senado alegando que é alvo por não tentar barrar a Lava-Jato

967

Segundo informações do Estadão, Dilma se passará por vítima na segunda-feira (29), durante sessão do impeachment, quando ela mesma fará sua defesa. Dilma alegará, segundo informa o jornal, que o processo que a investiga só existe porque ela não tentou parar a Lava-Jato, que tem levado diversos dos mais poderosos políticos e empresários do Brasil para a prisão.

Ainda segundo o Estadão, Dilma recebeu sugestões para citar até mesmo o áudio em que o senador Romero Jucá (PMDB-RR) afirma ao ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado ser preciso mudar o governo para “estancar a sangria” da Lava Jato e impedir o avanço das investigações.

Veja também:

Sergio Moro recebe mais alta horaria concedida pelo Exército Brasileiro

Estes fatos te farão pensar se você faz parte da nação mais rica ou mais roubada do mundo

Após desmoralizar o Senado, Gleisi é severamente repreendida por Lewandoswki

Cansado do Brasil? Estas cidades americanas pagam para você morar lá

Deixe seu comentário!