Enquanto na mídia só se fala na mordida do Suarez, mais dois mensaleiros ganham permissão para trabalhar fora do presídio

1029

Dirceu (com autorização concedida ainda no dia 25, deve trabalhar em escritório de advocacia em Brasília) e Delúbio, autorizado hoje pelo ministro Roberto Barroso a trabalhar fora da Papuda, deve voltar ao trabalho na CUT, mesmo local em que estava trabalhando antes de ter sua autorização para trabalho externo cassada pelo então relator das execuções penais do mensalão, ministro Joaquim Barbosa.

No entanto, Barroso negou recurso de outros dois mensaleiros, quais sejam Romeu Queiroz e de Rogério Tolentino, a negativa se deu pelo fato de Queiroz apresentar pedido para trabalhar em sua própria empresa e querer levar Rogério Tolentino para trabalhar junto com ele, segundo Barroso isso não está em acordo às regras do trabalho externo. (Com informações Folha de S. Paulo)

Veja mais:
“Veja só que festa de arromba, fez a turma do mensalão” Assista!
Plenário do STF derruba decisões de Barbosa e concede autorização à trabalho externo para mensaleiros
Barroso nega prisão domiciliar à Genoíno mas diz que se receber proposta de emprego, pode trabalhar fora do presídio

 

 

Deixe seu comentário!