Estaleiro demite 3 mil funcionários no RJ. Motivo? “CRISE POLÍTICA E FINANCEIRA”

1870

O fato data da manha desta segunda-feira (14), em que funcionários do Estaleiro Eisa, localizado na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro, encontraram os portões fechados ao chegar para trabalhar, e através de uma carta, foram informados que cerca de 3 mil funcionários tinham sido demitidos

A mensagem, assinada pela presidência do estaleiro – controlado pela holding Synergy Shipyards -, a empresa justifica que o corte de pessoal é consequência dos impactos da recessão econômica e da Lava-Jato, “que paralisou as atividades da indústria naval e de ”. “A única alternativa para manter o estaleiro funcionando é diminuir ao máximo os custos operacionais”, argumenta. “Com muita tristeza e dor nos vemos na necessidade imediata de realizar corte de pessoal. Comunicamos por meio desta que estamos efetuando a rescisão do seu contrato de trabalho, dia 11/12, devendo encerrar suas atividades de forma imediata”, informou em carta. Após receberam a mensagem, os metalúrgicos caminharam em uma manifestação até o Aeroporto Galeão. A diretoria do esteleiro e do Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro (Sindimetal-Rio) se reúnem às 15h para discutir as rescisões.

Abaixo segue a carta:

demissãCom informações: 

Loja é colocada a venda em BH e dono culpa Dilma

Deixe seu comentário!