Henrique Alves sobre U$ 833 mil em sua conta na Suíça: “Sei nada não dotô”

938

Foi mais ou menos isso que disse o ex-presidente da Câmara dos deputados e também ex-ministro do governo Temer à justiça federal ao ser questionado sobre a Conta na Suíça, aberta através de um escritório de advocacia uruguaio, em 2008.

Alves admitiu ser beneficiário da conta, mas disse que devido a burocracia não conseguiu movimentar a conta e resolveu deixá-la inativa. Assim, alegou que os US$ 832.975,98 depositados na conta — e que segundo a Procuradoria Geral da República (PGR) era dinheiro de propina — foram movimentados por terceiros, sem seu conhecimento.

 Fonte: O GLOBO

Dá pra entender isso? Vou até outro país para que de lá eu abra uma conta em um banco que fica do outro lado do mundo, mas resolvo não mexer nela, aí aparecem misteriosamente cifras milionárias nela. Pois é…

Deixe seu comentário!