Istoé destaca desfiliação em massa do PT

17790

Segundo o editorial assinado por Ludmilla Amaral, ao menos 100 prefeitos e dois senadores já estão com “um pé fora do partido” e ao todo, cerca de 300 devem se desfiliar do PT nas próximas semanas.

A debandada generalizada tomou força pelas medidas de “mais arroxo fiscal” anunciadas pelos Ministros Levy e Barbosa, na ultima semana.

O alerta foi feito na semana passada pelo senador Lindbergh Farias, do Rio de Janeiro, um dos parlamentares mais próximos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “O governo atira contra a nossa própria base, o pessoal que costuma ir às ruas para defender o partido e nossas propostas”…

… e completou,

“Assim fica difícil”

Um dos grandes responsáveis pela debandada de diversos políticos da sigla foi a divulgação do escândalo do Petrolão, que manchou ainda mais a imagem do partido, que já vinha abalada desde o Mensalão.

Veja também: Com contribuição obrigatória, sindicatos já receberam 20 Bi desde 2007

Ainda segundo a revista Istoé, aproximadamente 20% dos 68 prefeitos eleitos em 2012 já deixaram a agremiação e, segundo cálculos feitos pela direção nacional do PT, nos últimos meses mais de 130 outros prefeitos manifestaram o interesse de sair em todo o País. “Cerca de 80% desses se filiaram ao PT em 2011 quando houve a onda Lula”, afirmou à Istoé um dirigente do partido.

A senadora Marta Suplicy, deixou recentemente a sigla, outro senador, Paulo Paim, senador petista pelo RS já avisou, em matéria do ultimo fim de semana da mesma revista, que até o fim do ano deve deixar o PT por não concordar com os rumos tomados pela sigla.

“Nós surgimos para fazer política de uma forma diferente, com ética e princípios que vêm sendo frequentemente agredidos por algumas lideranças”, afirmou o senador.

A revista aponta ainda que, além de Paim e Suplicy, esta ultima que já se foi, o PT deve perder mais um senador nas próximas semanas, qual seja Walter Pinheiro, da Bahia, que não está contente com a gestão de Dilma e não tem participado de reuniões de bancada nem outras atividades do partido.

Veja também: Repórter é detido na Argentina ao questionar Lula sobre o Petrolão

Deixe seu comentário!