Janot dá como certo que Dilma e Lula atuaram para obstruir a justiça e impedir Moro de agir

7626

No desespero para fugir do terror Sergio Moro, Lula, o lobo, que diante de Moro parecer ter virado cordeirinho, mancomunado com Dilma e companhia, agiram para evitar que Moro tomasse medidas coercitivas contra o líder supremo do lulopetismo. Só que agora, parecem ter contra eles, um inimigo de peso. Rodrigo Janot, Procurador Geral da República, a quem Lula chamou de ingrato em grampo divulgado pela justiça, agora está convicto de que de fato houve uma ação criminosa protagonizada por Lula e sua “criatura” para obstruir a justiça. É o que informa editorial do Diário do Poder:

Previsão messiânica de Lula (1988): “RICO, QUANDO ROUBA, VIRA MINISTRO”

Presidente da CUT diz que ida de Lula para Casa Civil mudará governo radicalmente para a esquerda

Anúncio de Lula em ministério mais importante da presidência derruba Bolsa em 5 minutos


Novos fatos e provas recolhidos pela Lava Jato fizeram o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, firmar a convicção de que Lula e Dilma protagonizaram uma trama para obstruir a Justiça e tumultuar as investigações, a fim de impedir o juiz Sérgio Moro de adotar medidas coercitivas contra o ex-presidente. As novas provas foram enviadas ao Supremo Tribunal Federal por ordem do ministro Teori Zavascki. A informação é do colunista Claudio Humberto, do Diário do Poder.

A situação de Lula, o investigado, piorou tanto que ele pediu à PGR para manter seu depoimento de quinta (7) sob sigilo. Foi atendido.

De tão graves, as novas provas contra Lula, que incluiriam até vídeo, podem impactar na votação do impeachment de Dilma.

Em seu parecer, Janot sugere possível abertura de investigação contra a própria presidente Dilma, por crime de obstrução à Justiça.

Janot se convenceu de vez que o “termo de posse” enviado por Dilma a Lula era “salvo-conduto” contra eventual mandado do juiz Sérgio Moro. (Fonte: Diário do Poder)


Depois de se vitimizar e dizer que se fosse convidado iria até Moro, Lula é intimado

Lula peitou federais e amigos parlamentares “forçaram a porta” para entrar onde ele era ouvido

Ação da justiça contra Lula pode acarretar numa guerra civil sem precedentes no Brasil

Deixe seu comentário!