Jornalista critica impostos exorbitantes que não param de aumentar – “imoral é a quantidade de impostos que pagamos”

1150

Jornalista Paulo Eduardo Martins critica os rios de impostos cada vez maiores cobrados pelo governo brasileiro. O comercio precisa ser livre, muitas vezes o Estado impõe impostos tão grandes para mercadorias importadas que quase fecham as portas para tais, tais jogadas visam quase que impedir que os brasileiros comprem qualquer produto que não seja os escolhidos pelo governo. Impostos altos significa poder menor de compra para os consumidores e grades arrecadações para o governo, mas e daí? Para a população do sexto país mais rico do mundo, que mesmo já tendo uma das maiores cargas tributárias do mundo, tem todas as maiores demandas sociais como precárias por falta de investimentos. O que justifica tantos impostos? O brasileiro mora num país rico empobrecido pelos administradores. O sexto país mais rico do mundo não é se quer desenvolvido, estamos emergentes ainda, e no caminho que as coisas vão indo, com fossas cada dia maiores de corrupção se alastrando por todas as esferas estatais e corrompendo seus agentes, dificilmente o país alcançará o status de DESENVOLVIDO.

Assista a crítica de Paulo Eduardo Martins, que aborda muito bem o assunto:

Redação
Revolta Brasil

Deixe seu comentário!