Caso Matsunaga irá a júri nesta segunda (28)

0
435

Nesta segunda-feira (28) o caso que comoveu todo o mundo em 2012, o caso Matsunaga, irá a júri popular. Este caso para quem não sabe é o que envolveu o ex-sócio da empresa alimentícia Yoki, hoje falecido Marcos Matsunaga, ele foi morto e esquartejado no dia 19 de maio de 2012, aos 42 anos pela própria esposa Elize Matsunaga.

Irá ser dado o início dos trabalhos do caso pelo júri popular ás 10hrs de segunda (28) na Barra Funda. Conforme explicou o promotor de justiça José Carlos Cosenzo nesta-feira (25) que a tese da acusação é de que haveria uma terceira pessoa que teria participado do esquartejamento do corpo de Marcos, de acordo com os laudos médicos anexados aos autos.

Cosenzo relata dois possíveis momentos do esquartejamento. No primeiro, nos membros superiores e pescoço, teria “sinais vitais”. “Tem que ter sido ou quando ele estava vivo, ou então logo após a morte”, deduz o promotor.

Ao comparar o promotor afirma “A parte debaixo não tem sinais vitais, foi em outro tempo. Quem fez as secções das partes superiores não domina a técnica de anatomia. A pessoa fez a parte debaixo é extremamente qualificada e inteligente”.

Segundo as expectativas apresentada é que possa durar até cinco dias o júri, sendo que ao todo são 22 testemunhas que devem ir para testemunhar no julgamento de Elize Matsunaga, ela ainda irá reponde por homicídio doloso triplamente qualificado por motivo torpe, recurso que impossibilitou a defesa da vítima e meio cruel e por ocultação de cadáver.

Ela poderá pegar uma pena de até 33 anos no máximo, contudo a acusação acredita que, pelo fato dela ser ré primária e ter bom comportamento, essa pena pode chegar somente até 25 anos de prisão

Com informações: Jovem Pan

VEJA TAMBÉM:

Alexandre Garcia: total de mortes no regime militar são “3 dias de assassinatos no Brasil de hoje”

Nova teoria sobre morte de Senna demonstra fortes vestígios de assassinato

Deputado quer provar que Morte de Campos na verdade foi um assassinato

Capivari (SP) é aterrorizada neste sábado (29) por quadrilha de 30 pessoas

Castração química para pedófilos é aprovada na Indonésia sob protestos de Direitos Humanos

Deixe seu comentário!