Especialista em segurança digital quer fazer aplicativo para que o próprio eleitor possa fiscalizar as urnas eletrônicas

0
2345

O professor dr. Diego de Freitas Aranha, em 2012, como professor da UNB, coordenou os testes públicos de segurança nas urnas eletrônicas da equipe que conseguiu encontrar condições técnicas para manipular os resultados além de derrotar o único mecanismo para proteção do sigilo do voto, demonstrando a fragilidade da segurança das urnas e atestando que é possível manipular os resultados das eleições. Assunto este que foi debatido no congresso federal em 2013, inclusive com a presença do professor explicando sobre o assunto e alertando os parlamentares do risco de manipulação dado a fragilidade na segurança do software das urnas eletrônicas.

Veja o alerta dado pelo professor Diego Aranha no dia 15 de outubro de 2013 na Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado Federal

Mesmo com o alerta e comprovação dos riscos em teste acadêmico, aparentemente nenhuma posição foi tomada pelos parlamentares ou pelo TSE, que é quem é o responsável pelas urnas.

Na verdade essa afirmação é relativa, uma vez que neste ano de 2014 o próprio TSE decidiu não fazer testes públicos das urnas. Teria sido atualizado o software com mais segurança? E se foi, será que é imune a invasões e eventuais manipulações? Esses dados são uma incógnita, uma vez que não há informações se houve atualização no sistema das urnas ou melhoria na segurança dos dados, e a maneira mais eficaz de comprovar a segurança das urnas, que é fazendo testes públicos, foi vetada pelo TSE, que decidiu não o fazer.

O mesmo professor que constatou a fragilidade das urnas decidiu de forma independente produzir um mecanismo para que o próprio eleitor possa fazer a fiscalização da urna, mas para que o projeto saia do papel será necessário a arrecadação de  R$ 30 mil para viabilizá-lo

Veja o vídeo e entenda mais sobre o projeto:

Para contribuir com o projeto fazendo uma doação de qualquer valor, acesse www.catarse.me/VoceFiscal

Veja também:
TSE não fará teste público das urnas eletrônicas antes das eleições. Especialistas criticam
Urnas eletrônicas, o mais estúpido orgulho nacional
Fraudes e mentiras das urnas eletrônicas brasileiras. Tantas provas e nenhuma investigação

Deixe seu comentário!