Moro determina condução coercitiva de Lula, autoriza buscas em sua casa, em seu instituto e outros lugares ligados a ele

4246

E como uma bomba a Lava-Jato caiu em cheio no ex-presidente Lula, sendo conduzido coercitivamente por determinação de Sergio Moro para prestar esclarecimentos no âmbito da Lava-Jato um dia após o vazamento da delação de Deicídio pela revista IstoÉ. (Veja detalhes)

O juiz federal Sérgio Moro, que conduz os processos da Operação Lava Jato, afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não está “imune à investigação” ao decretar a condução coercitiva do petista.

“Lula foi alvo de um mandado de condução coercitiva (quando o investigado é levado para depor e depois liberado) em seu apartamento em São Bernardo do Campo e foi encaminhado ao aeroporto de Congonhas, em São Paulo.” (Folha de S. Paulo)

Veja também: 

“Dentro de uma República, mesmo pessoas ilustres e poderosas devem estar sujeitas ao escrutínio judicial quando houver fundada suspeita de atividade criminosa, a qual se apoia, neste caso, em dezenas de depoimentos e ampla prova documental”, informa a Procuradoria.

Os mandados da Operação Aletheia estão sendo cumpridos hoje (04), em endereços do ex-presidente Lula, do seu filho, Fabio Luís Lula da Silva, do Instituto Lula, e em outros locais ligados a eles.

A operação foi deflagrada com base em investigações sobre a compra e reforma de um sítio em Atibaia frequentado pelo petista o fato de sua mudança ter sido transportada para o local e a relação desses episódios com empreiteiras investigadas na Lava Jato, além da relação dele com um tríplex no Guarujá reformado pela OAS. (Fonte: Diário do Poder e Folha de S. Paulo)

Veja também: 

Deixe seu comentário!