Suécia: maioridade penal aos 15, população armada e presídios vazios por falta de criminosos

0
52606

Suécia, o país que todo país deveria ser.

Recentemente falamos sobre esse país, em que nem parlamentares nem Juízes tem qualquer mordomia. Onde trabalhar para o povo significa trabalhar para o povo e não ser “marajá” e viver como rei sugando o suado dinheiro do trabalhador.

Leia mais sobre o assunto (Vale a pena): Conheça a Suécia – o país em que políticos e magistrados não tem luxo e nem mordomia

Agora vamos falar um pouco mais sobre esse fabuloso país. Falar sobre sua maioridade penal e sobre a liberdade da população em possuir armas para defesa pessoal.

A Suécia fechou presídios por falta de prisioneiros. Isso é mesmo verdade. O problema é que a notícia circula geralmente acompanhada de comentários dizendo que se trata de uma vitória do abrandamento de penas e um triunfo de políticas públicas esquerdóides. Seria isso mesmo?

Claro que não.

O país é um dos recordistas mundiais de porte de arma, com taxa de 31,5%. Só há oito no mundo com taxa de cidadãos armados superior à da Suécia. E mais: adolescentes suecos, a partir dos 15 anos, já podem ser julgados criminalmente como adultos.

O porte de armas pela população lá é liberado e cerca de 31% da população tem armas em sua posse, aqui no Brasil são apenas 8% devido às leis restritivas.

Quando se fala em liberar o porte de armas e diminuir a idade penal, lá vem os defensores do desarmamento e dos direitos dos manos. Afinal de contas coitadinho de um “di-menor” de 17 anos, ele não sabe o que faz quando pratica um crime, não é ? E a população continua desarmada, só que os bandidos não.

Aqui as leis não funcionam, os bandidos se armam, a população continua indefesa e os coitadinhos dos di-menores bandidos continuam em suas sinas criminosas apoiados por leis que protegem bandidos e fazem a população refém do crime. Até quando?

Suécia – Exemplo para o mundo.

Com informações: Implicante

Deixe seu comentário!