Para Dilma, críticas a seu governo se devem ao preconceito sexual existente no Brasil

4607

Um governo que prega guerra entre religiões, entre homo e hétero sexuais, entre classes sociais, que coloca o povo contra o povo. Esse tem sido o PT, que tem agido muitas vezes dessa forma, até mesmo para ofuscar as mazelas promovidas por eles ao país.

Em ultimo caso, durante entrevista ao jornal norte americano Washington Post, Dilma falou sobre as críticas a seu governo e atribuiu o descontentamento social de sua gestão ao preconceito sexual existente no país.

Veja alguns trexos da entrevista:

Pergunta: Quando você era presidente da Petrobras, você não tinha idéia da corrupção que estava acontecendo? Resposta de Dilma: Não. Uma investigação conduzida pela Polícia Federal e o Ministério Público descobriu isso, antes que o governo pudesse descobrir algo. Você não costuma ver corrupção acontecendo. Isso é típico de corrupção – ela se esconde.

Pergunta: as pessoas dizem que você é um micromanager. Mas elas também dizem que, desde a última eleição, você mudou e decidiu capacitar e delegar funções para as pessoas do seu governo como o seu ministro das Finanças e seu vice-presidente, Michel Temer – para permitir Temer a negociar com o Congresso. Resposta de Dilma – Alguma vez você já ouviu alguém dizer que um presidente do sexo masculino coloca o dedo em tudo? Eu nunca ouvi falar disso.

Pergunta: Então você acha que é um comentário sexista? Resposta de Dilma: eu acredito que há um pouco de preconceito sexual ou um viés de gênero. Estou descrita como uma mulher dura e forte que coloca o nariz em tudo que é lugar, e eu estou cercado por homens muito bonitos.

Íntegra da matéria, em Inglês

Veja também: Em discurso alienado, Dilma diz que mandioca é uma das maiores conquistas do Brasil

Deixe seu comentário!