Em Miami cubanos festejam a morte de Fidel

0
760

Após anunciada a morte do ex-primeiro-ministro de Cuba, Fidel Castro, imigrantes cubanos que moram no E.U.A se reuniram nesta madrugada de sábado (26) com bandeiras de seu país e dos Estados Unidos no restaurante Versailles, situado em Miami, Fidel Castro foi o líder da revolução que levou milhares de pessoas a fugir de cuba desde 1959.

Emissoras de televisão local mostraram as comemorações dos cubanos, muitos sorriam para as câmeras, enquanto outros choram de emoção e alguns bebiam champanhe diretamente das garrafas, o importante para eles eram festejar. A famosa rua 8 de Miami, a avenida principal da região chamada Little Havana, teve o tráfego interrompido porque muita gente foi para o asfalto.

O irmão de Fidel Castro, Raúl Castro, que é o atual presidente de Cuba, que foi o anunciante da morte de Fidel, o anúncio foi dada um pouco antes da meia-noite.

Ramón Saúl Sánchez, líder da organização do exílio cubano Movimento Democracia, lamentou que a morte de um “tirano” – como definiu Fidel Castro – não signifique “a liberdade do povo de Cuba”. E à Agência Efe o ativista afirmou dizendo que “É a maior tristeza que tenho em meu coração”

O ex-primeiro-ministro de Cuba morreu aos 90 anos, o horário divulgado da sua morte é de 22h29 de sexta-feira (horário em Cuba), e 1h29 de sábado (horário de Brasília).

Deixe seu comentário!