Lula acusa Moro, e diz que se for “necessário” irá se candidatar a presidência

0
2458

Nesta quarta-feira (11), ocorreu em Salvador o primeiro ato público do ano do ex-presidente Lula. Ele deu uma declaração diante de lideranças do partido e do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) que participam do 29º Encontro Estadual do MST, ele afirmou que “se for necessário” vai ser candidato outra vez.

“Se preparem, porque, se for necessário, vou ser candidato outra vez [em 2018]. Não para disputar, mas para ganhar e recuperar a autoestima desse país, a economia, a credibilidade”, afirmou o ex-presidente.

Rui Falcão,  presidente nacional do PT, disse horas antes, no mesmo evento que o partido não tinha tomado nenhuma decisão sobre lançar oficialmente o ex-presidente como pré-candidato à Presidência da República em 2018, mas que Luiz Inácio Lula da Silva é “candidato permanente do povo pobre”.

Ao som de “Brasil, urgente, Lula, presidente” Lula retoma agenda e realizará atos na Bahia e no DF

Ex-mulher de deputado do mensalão está sobre proteção do governo norte-americano e contém dossiê contra Lula e Cunha

Lula acusou o Juiz Sergio Moro de ter participado diretamente no impeachment da ex-presidente Dilma, que ele classificou de golpe.

Lula ainda afirma que “A bancada do PT tem a obrigação de investigar a participação do governo americano no golpe, em parceria com Moro. O Brasil é independente há 500 anos e não vamos aceitar interferências estrangeiras”, disse. “Eles não estão apenas tentando me criminalizar, mas criminalizar meu governo”.

Enquanto falava, Lula era interrompido pelo público com o grito “Brasil pra frente, Lula presidente”.

O ex-presidente ainda irá percorrer o Brasil com a intenção de recuperar a imagem do PT. “Eu não vou desonrar minha mãe, pois ela me ensinou a nunca pegar nada de ninguém. Eu ando de cabeça erguida”, disse Lula.

VEJA TAMBÉM:

Jair Bolsonaro, se presidente, extinguirá pasta de Direitos Humanos. Você é contra, então VEJA ESTE VÍDEO

“bancada da bala” pressiona Temer para a criação do Ministério da Segurança

O Portal Brasil publica senhas de contas do governo nas redes sociais acidentalmente

Ex-secretários furtam prefeitura vestidos de ‘Fantasmas’

 

 

Deixe seu comentário!