‘Mulher tem que ganhar menos porque é menos inteligente’, diz deputado polonês.

0
786
Político ultraconservador polonês, Janusz Korwin-Mikke, de 74 anos.

A matéria publicada pelo G1 mostra um político ultraconservador polonês, Janusz Korwin-Mikke, de 74 anos, num debate sobre a diferença salarial entre homens e mulheres na Europa, afirmou que “as mulheres devem ganhar menos porque são mais fracas, menores e menos inteligentes”. “Elas devem ganhar menos. Isso é tudo”, concluiu.

A eurodeputada socialista espanhola, Iratxe García não deixou o ataque barato e retrucou em seguida: “Segundo as suas teorias, eu não deveria ter o direito de estar aqui como deputada. Sei que o magoa e o preocupa que hoje as mulheres possam representar os cidadãos em igualdade de condições com você. Estou aqui para defender as mulheres europeias de homens como você.”

Projeto de lei pretende liberar as mulheres do trabalho quando estiverem menstruadas

Pílulas anticoncepcionais podem ser mortais para algumas mulheres. Entenda os motivos

Na China mulheres são forçadas a enviar fotos nuas como garantia para empréstimos

 

A espanhola disse que pedirá sanções contra o polonês. A conduta do parlamentar infringiu as regras da Casa, ele pode ser punido com uma reprimenda, uma multa ou até um período de suspensão.

O Polonês já foi punido em 2012, por causa de comentários contra negros, e em 2015 por fazer uma saudação nazista no plenário do Europarlamento, o que lhe custou uma suspensão de salário de 10 dias e uma multa de 3.000 euros.

As informações são do G1.

 

VEJA TAMBÉM:

Na tentativa de evitar estupro, moradora de rua de 17 anos mente dizendo que tem AIDS

Nova meta do governo terá impostos sob NETFLIX, SPOTIFY e outros serviços de streaming.

“Nunca mais eu vou dormir” “Iih, que isso? Michael Douglas!”– Já ouviu o hit que está tomando conta das baladas no Brasil? Saiba mais:

Prefeito liga pra médico que se ausentou do posto de saúde: “Seu salário está em dia…”

Após ato ridículo de Daniela Mercury, Claudia Leite manda mensagem de apoio à PM

Deixe seu comentário!