Em vídeo, Bolsonaro responde a Padre que o chamou de machista e homofóbico durante uma missa

0
913
Imagem: Revista Encontro

Após o Padre Júlio Lancellotti criticar e acusar Jair Bolsonaro durante uma missa no último domingo (5), e ter causado grande repercussão da internet, Bolsonaro respondeu as críticas em suas redes sociais.

“Incitar a violência e o extermínio de gays”. “[Ele] propõe, até como alguns católicos, que homem vale mais que a mulher, e que ela deva ser submissa. Isso é inaceitável no tempo em que vivemos. Temos que discernir se naquilo que falamos isso está presente. Não pode ser aceito”. Afirma o padre sobre Bolsonaro.

Padre ligado ao PT e acusado de pedofilia usa missa pra criticar Bolsonaro e faz sérias acusações.

Jair Bolsonaro se manifestou através de um vídeo publicado em sua página oficial nesta terça-feira (7), rebatendo ás críticas e acusações feitas pelo padre.

“Usar o nome de Deus para calúnia é um absurdo”, afirma Bolsonaro em vídeo divulgado em sua página no Facebook. “O padre Julio Lancellotti, da Pastoral do Povo de Rua, acusa-me de absurdos. Esse padre foi acusado de pedofilia, além de ser militante do PT. Na ocasião, teve como advogado, Luiz Eduardo Greenhalgh, ex-deputado filiado ao PT e ligado ao MST. Como católico, cumprimento a grande maioria dos padres brasileiros que têm em Deus, a palavra da fé e da verdade”, diz Jair Bolsonaro.

Assista ao vídeo:

 

As informações são da Revista Encontro.

 

VEJA TAMBÉM:

Família é encontrada morta dentro de apartamento

Senado abre consulta sobre a proibição do cigarro para menores de 21 anos

José Dirceu é condenado mais uma vez na Lava Jato e pega mais 11 e 3 meses de prisão.

A pedido de Moro, Justiça Federal sequestra cobertura de 1,5 milhão usada por Lula

 

 

Deixe seu comentário!