Bomba!! Polícia Federal conseguiu abrir inquérito para apurar participação de Lula no mensalão

0
2404

Lula é oficialmente investigado no esquema do mensalão. A Polícia Federal divulgou notícia no dia 11 de abril, confirmando que abriu inquérito para investigar Lula em uma das movimentações financeiras do mensalão petista.

O presidente teria intermediado a obtenção de um repasse de 7 milhões de reais de uma fornecedora da Portugal Telecom para o PT, por meio de publicitários ligados ao partido. Os recursos teriam sido usados para quitar dívidas eleitorais dos petistas. De acordo com Marcos Valério, operador do mensalão, Lula intercedeu pessoalmente junto a Miguel Horta, presidente da companhia portuguesa, para pedir os recursos. As informações eram desconhecidas até o ano passado, quando Valério – já condenado – resolveu contar parte do que havia omitido até então.

Veja também:
Ministro Barroso, indicado ao STF por Dilma, considera prêmio assumir relatoria do mensalão petista
Barroso, agora relator do mensalão, quer pressa para julgar recursos de mensaleiros
Barbosa deixa relatoria do Mensalão devido a ataques pessoais de advogados dos mensaleiros, quem assume é Barroso

O pedido de abertura de inquérito havia sido feito pela Procuradoria da República no Distrito Federal. As novas acusações surgiram em depoimentos de Marcos Valério, o operador do mensalão, à Procuradoria-Geral da República. Como Lula e os outros acusados pelo publicitário não têm foro privilegiado, o caso foi encaminhado à representação do Ministério Público Federal em Brasília. Ao todo, a PGR enviou seis procedimentos preliminares aos procuradores do Distrito Federal. Um deles resultou no inquérito aberto pela PF. Outro, por se tratar de caixa dois, foi enviado à Procuradoria Eleitoral. Os outros quatro ainda estão em análise e podem ser transformados em outros inquéritos.

Com a certeza de que iria para a cadeia, Marcos Valério começou a contar os segredos do mensalão em meados de setembro, como revelou ‘Veja’. Em troca de seu silêncio, Valério disse que recebeu garantias do PT de que sua punição seria amena. Já sabendo que isso não se confirmaria no Supremo – que o condenou a mais de 40 anos por formação de quadrilha, corrupção ativa, peculato e lavagem de dinheiro – e, afirmando temer por sua vida, ele declarou a interlocutores que Lula “comandava tudo” e era “o chefe” do esquema.

Pouco depois, o operador financeiro do mensalão enviou, por meio de seus advogados, um fax ao STF declarando que estava disposto a contar tudo o que sabe. No início de novembro, nova reportagem de VEJA mostrou que o empresário depôs à PGR na tentativa de obter um acordo de delação premiada – um instrumento pelo qual o envolvido em um crime presta informações sobre ele, em troca de benefícios.

Veja também:
Em entrevista para TV portuguesa, Lula diz que mensalão não existiu e com tempo isso será provado
Lula diz que outros governos não fizeram metade do que o PT fez para combater a corrupção
Depoimento de Pizzolato denuncia que Lula favoreceu criminosos italianos

Fonte: Veja

Deixe seu comentário!