Ao lado de Lula, líder do MST afirma que se Dilma não for eleita ‘vai ter protesto todo dia’

0
2208

Ao lado de Lula, João Pedro Stedile, líder nacional do MST, ameaçou unir o movimento em protestos diários em caso de derrota de Dilma, se referindo mais precisamente à Marina Silva, que atualmente é a principal ameaça do PT ao Planalto, dizendo que se a candidata do PSB for vitoriosa nas eleições em outubro “haverá protestos diários”

Continuando os ataques à Marina, Stedile disse –  “Queremos que pare a terceirização, que parem os leilões. A ‘dona Marina’ que invente de colocar a mão na Petrobras, que voltaremos aqui todos os dias (em protesto)”, afirmou Stedile. Nos ataques, o líder do MST também aproveitou para se referir a Marina como “aquela candidata que recua todo dia”. “Quem aqui deixa se enganar por ela? Ela quer ou não quer entregar o pré-sal?”.

Já Lula, mesmo tendo dito anteriormente que nunca criticou Marina e nunca iria criticar, mudou de ideia repentinamente e decidiu atacar a adversária de Dilma – “Mas posso dizer que sou contra a candidata que faz oposição a Dilma. Porque ela vai terminar mostrando as inconsistências de um programa de governo feito a 500 mãos”

  Veja matéria em que Lula afirma que não criticou e nunca vai criticar Marina  Lula diz que reclamações de Marina sobre ataques do PT são porque ele não à escolheu como sua sucessora

Veja também:
Depois de prometer guerra se Aécio ganhasse, líder do MST promete protestos diários se Marina for eleita
Líder Nacional do MST promete “guerra” se Aécio ganhar
General divulga artigo criticando o PT, MST e dizendo que se quiserem guerra, terão!
Após morte de integrantes do MST durante invasões deputado petista critica sociedade e judiciário

As críticas aconteceram durante manifestação em frente à sede da Petrobras no Rio de Janeiro na ultima segunda-feira (15), em que centros sindicais e movimentos sociais estiveram para defender a atual política da exploração do pré-sal com a Petrobras como operadora. O protesto foi organizado por centrais sindicais com forte ligação com o PT, como CUT e FUT.

Lula, marcou presença no protesto e vestiu um macacão laranja, semelhante ao usado pelos funcionários da estatal – “Estou presente aqui porque, quando surgem algumas denúncias de corrupção contra a Petrobras, muitas pessoas começam a ter vergonha de vestir o uniforme da empresa e eu insisto em fazer isso. Não tenho vergonha desta camisa, que deve orgulhar os trabalhadores e o povo brasileiro pelo que a Petrobras significa para país”, disse Lula, ao iniciar o pronunciamento. (Com informações Correio Braziliense)

Deixe seu comentário!