Suécia se recusa a sediar Olimpíadas de 2022 e diz que país tem prioridades mais importantes

0
70210

Um exemplo para o mundo! pão e circo não é prioridade na Suécia, cuidar dos interesses do povo, sim!

Enquanto no Brasil políticos deram o “sangue” para trazer eventos como a Copa do Mundo e as Olimpíadas de 2016 para o país. Na Suécia, o parlamento se recusou a permitir que o país concorresse à Sede das Olimpíadas de 2022 por entender que o país “tem outras prioridades” e que usar dinheiro público para promover o evento seria  “especular com o dinheiro do contribuinte”.

Suécia: maioridade penal aos 15, população armada e presídios vazios por falta de criminosos

A Suécia apresentou um projeto em 2013 para concorrer à sede dos Jogos Olímpicos de 2022, mas logo desistiu por considerar que gastos com o evento não correspondem ao interesse da população do país, sobretudo à da cidade de Estocolmo, cidade que receberia o evento.

“Não posso recomendar à Assembleia Municipal que dê prioridade à realização de um evento olímpico. Temos outras necessidades, como a construção de mais moradias”, disse o prefeito Sten Nordin, em declarações publicadas pelo jornal Dagens Nyheter e reproduzidas pela BBC.

Políticos e cidadãos suecos defenderam a decisão. (Informações: Exame)

Conheça a Suécia – o país em que políticos e magistrados não tem luxo e nem mordomia

Deixe seu comentário!