Prefeitura gera polêmica ao distribuir cartilha de orientação sexual para crianças de 7 a 11 anos

3098

Para o Presidente da comissão de direitos humanos o livreto incentiva a homossexualidade.

A prefeitura de Guarulhos, encabeçada pelo prefeito Sebastião Almeida, do PT é a responsável pela distribuição em mais de 130 escolas da rede municipal de ensino de cartilhas de ensino sexual para crianças até 11 anos de idade.

O caso causou grande repercussão, alguns concordam e outros discordam da implementação do livro na educação numa faixa etária tão baixa.

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara da cidade defende a retirada imediata dos exemplares distribuídos na rede de educação, pois, acha que os livros podem influenciar na orientação sexual das crianças, inclusive ao homossexualismo, já que um dos assuntos abordados é a igualdade entre os sexos.

“É uma situação que pode levar as crianças a se desviarem da vida que é o correto homem e mulher, casamento e seguir a sua vida em frente. Não já querer ter uma tendência à homossexualidade. Como eu disse, nós não somos contra os homossexuais. Não somos homofóbicos. O que nós queremos é que a família cuide dessa parte. E não o município ou o estado” (Com informações: Bom Dia Brasil)

Matérias relacionadas:

Malafaia faz denuncias gravíssimas contra ações absurdas promovidas pelo SUS priorizando estética homossexual
Caso do homossexual morto por seu parceiro após o sexo e tratado por Wyllys como ataque homofóbico
Jean Willys protocola projeto que autoriza mulher a abortar e obriga o SUS a custear o procedimento
Malafaia sobre vitória de Dilma: “Desde os tempos de Cristo, o povo prefere ladrão”

 

Deixe seu comentário!