Reflexo Dilma: “Parece que morri na praia”, lamenta estudante de medicina sem o FIES

1720

Isabella Marinelli, de 19 anos, tentou financiamento pelo Fies para pagar curso de medicina, mas não conseguiu.

A exemplo de outros alunos, que também foram aprovados no mesmo curso mas não podem pagar os mais de R$ 6 mil ao mês, ela não conseguiu o financiamento do FIES e considera que “morreu na praia”.

“Parece que morri na praia. O mais difícil é entrar. Depois de entrar ter o sonho parado assim é complicado. A faculdade parece que vai dar um desconto. Mais da metade da sala precisa do Fies e ele não saiu”, comentou a jovem

Esse é apenas um exemplo citado pelo jornal G1, em editorial desta sexta (28), e demonstra que, apesar dos crescentes impostos e da criação de outros tantos, alguns dos mais afetados pela tal contenção de gastos do governo (que só afeta o povo, mas não os marajás do poder), os estudantes, mesmo em cursos prioritários, como é o caso da medicina, tem tentado sem sucesso, o financiamento estudantil.

Leia também: Verba do FIES acabou, segundo Ministro da Educação

Deixe seu comentário!