Indústria bélica dos Emirados Árabes Unidos vem para Anápolis

0
1359

A empresa goiana Delfire Industria e Comércio de Extintores, com a sua sede no Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia), nesta quinta-feira (06), em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, assinou um acordo com a Caracal International LLC, que tem como CEO Hamad Al Almeri, este acordo tem objetivo a instalação de uma planta industrial dessa empresa no estado de Goiás. A unidade é voltada para a produção de armamentos e munições exclusivas para forças de segurança pública do Brasil e com atenção voltada para o mercado da América Latina.

Essa iniciativa tem apoio do governo de Goiás, onde era para esta participando da cerimônia de assinatura de memorando de entendimento entre as duas empresas o vice-governador José Eliton, mas pelo fato ocorrido em Itumbiara no dia 28 de setembro ele não pode viajar para os Emirados Árabes Unidos.Como o vice-governador José Eliton não pôde comparecer, então o secretário de Desenvolvimento Econômico (SED), Luis Maronezzi, e o superintendente de Ações e Operações Integradas da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), delegado federal Emmanuel Henrique. Estão com previsão para que sejam gerados com o afirmamento do projeto cerca de 1.250 empregos diretos e indiretos.

Esse acordo irá fazer com que as duas empresas se comprometem a trabalhar no sentido de possibilitar a instalação de uma indústria da Caracal International LLC, no Brasil, buscando a aprovação inicial do governo brasileiro para a fabricação de armamentos. Se comprometem, também, a construir um plano de proporcionar o empreendimento, tendo em vita, ainda, elaborar um projeto para o início das atividades da indústria, primeiramente para montagem de peças e avançando para a fabricação de armas.

Para o empresário Augusto de Jesus Delgado Júnior, este acordo com a Caracal, representa uma quebra de paradigmas, por ser a primeira indústria bélica a ser instalada no país. Segundo ele, assim como o governador Marconi Perillo, iniciou em 2004 as negociações para a instalação da indústria automotiva no estado, este é um segundo passo na quebra de paradigmas. Conforme disse a Caracal Brasil, foi planejada para entrar em funcionamento em aproximadamente 12 meses, a partir deste acordo.

com informações: Mais Goiás beta

veja também:

Estado Islâmico nasceu do mesmo evento que criou o nazismo: a Primeira Guerra Mundial

Projeto de lei aprovado na câmara regula autorização à forças armadas estrangeiras para transitarem no Brasil

Deputado de Goiás apresenta projeto para que preso pague por estadia na prisão

Em Goiás, polícia temporária é extinta e caos ronda segurança pública do Estado

PM de Goiás obriga ladrão a carregar botijão furtado, nas costas, até a casa da vítima para fazer a devolução

Deixe seu comentário!