Acusado de estupro tem pênis decepado e olhos arrancados pelo pai da menina

0
683

Um homem irritado está sendo acusado de ter decepado o órgão sexual de um rapaz de 15 anos, e, como se não bastasse tamanha crueldade, o acusado ainda arrancou os dois olhos do garoto, alegando que ele tinha estuprado a sua filha. O adolescente foi socorrido e levado às pressas para o hospital Jinnah, em Lahore, no Paquistão, onde recebeu todos os atendimentos necessários, mas o jovem ficará com sequelas pelo resto da sua vida devido ao ataque horrível que sofreu.

Veja também:

De acordo com informações de mídia local, o caso veio à tona na terça-feira (11), quando a família do jovem protestou contra os membros da família do acusado na área de Raiwind, da cidade de Lahore. Segundo informações repassadas pelas autoridades locais, a vítima foi sequestrada logo após ter saído da escola pelo pai da menina e mais três pessoas, sob a acusação de que a vítima cometeu um ato ilícito com a filha do acusado na última semana de fevereiro.

Ainda, de acordo com a polícia, o jovem foi levado pelos acusados em um local de pouco movimento perto do rio Ravi. Onde foi espancado, em seguida, teve o seu órgão genital decepado e seus olhos arrancados. Após cometerem o crime bárbaro, os mesmos fugiram do local deixando a vítima agonizando. Conforme informações, alguns transeuntes que passavam pelo local avistaram a vítima, logo o socorro foi acionado relatando que um jovem estava muito ferido.

Veja também:

Diante da situação, uma equipe de socorristas foi até o local informado. A vítima recebeu os primeiros atendimentos, em seguida, foi encaminhada em estado grave para uma unidade médica da cidade. No hospital, o jovem recebeu todos os atendimentos necessários para o caso, mas, infelizmente, terá sequelas irreversíveis pelo resto de sua vida. Segundo informações do pai da vítima, um legislador do governo da Liga Muçulmana do Paquistão-Nawaz (PML-N) está apoiando o acusado.

Diante disso, ele pediu ao Chefe do Paquistão que intervenha no assunto. Conforme informações de um policial identificado como Haider Ashraf, todos os cinco já foram presos pela polícia. “Vamos apresentar o relatório do caso depois de concluir a investigação”, disse Haider Ashraf. (Fonte: blastingnews.com)

Veja também:

Deixe seu comentário!