Equipe de TV é feita refém por membros do MST em Quedas do Iguaçu

0
4681

Em ato criminoso e regado de armas brancas e de fogo, o repórter Sirlei Benetti, relata a ação inesperada de membros do MST, ocorrida na ultima quarta (9), em que mantiveram uma equipe de TV refém sob a mira de facões, escopetas e pedras. 


 

A repórter Patricia Sonsin e o repórter cinematográfico Davi Ferreira, foram feitos reféns no inicio da tarde de hoje (9) por membros do Movimento Sem Terra (MST), que ocuparam esta manhã uma propriedade rural em Quedas do Iguaçu. A equipe de Jornalismo se aproximava da área para coletar imagens quando cerca de 50 pessoas, do MST armados com escopetas, facões e pedras, se aproximaram do carro da emissora.

Eles ameaçaram quebrar os equipamentos de gravação e os celulares, além de coagirem os profissionais. A equipe foi obrigada a seguir os integrantes do movimento até uma espécie de acampamento onde receberam novas ameaças de agressão física. Os repórteres não revidaram e depois de uma reunião entre os Sem Terra, os profissionais foram liberados.

A ação durou cerca de 20 minutos. A Polícia Militar de Quedas do Iguaçu foi comunicada do ocorrido, mas disse que não tem acesso as propriedades pra poder tomar alguma atitude.

A TV Tarobá repudia veemente este tipo de ação de violência e enfatiza que isso é tirar a liberdade de imprensa. A equipa da Tarobá tentava se aproximar pra fazer imagens e pra tentar uma entrevista com alguém do MST, exatamente para que o movimento pudesse ter espaço de defesa das acusações de ocupação de fazendas naquela região. (Fonte: TV Tarobá)


Setor de inteligência do Exército está vigiando o MST, afirma site

Em artigo, MST ataca Moro, defende o “inocente” Lula e prega mudança na Constituição

Padre celebra missa com boné do MST e faz interpretação ‘comunista’ da Bíblia

Deputado do PT é cassado por usar militantes do MST para desviar dinheiro público

Deixe seu comentário!