Sérgio Moro basicamente disse que só não prendeu Lula em março porque não quis, diz site

2014

É o que analisa o blog ÁpyusCom

Moro reconheceu que, em março, encontrou indícios para pedir a prisão preventiva de Lula

Os advogados de Lula protocolaram um pedido para questionar a imparcialidade de Sérgio Morono processo de que atinge o ex-presidente. Queriam, com isso, tirar o juiz curitibano do caso. A resposta, como de costume, veio com a elegância da qual Moro não abre mão. Mas findarianum grave alerta ao petista:

“Rigorosamente, a interceptação revelou uma série de diálogos do ex-presidente nos quais há indicação, em cognição sumária, de sua intenção de obstruir as investigações, como no exemplo citado, o que por si só poderia justificar, por ocasião da busca e apreensão, a prisão temporária dele, tendo sido optado, porém, pela medida menos gravosa da condução coercitiva.”

Em outras palavras, o juiz que arbitra a Lava Jato confirmou ter encontrado motivos em suficiência para prender Luiz Inácio Lula da Silva. Mas achou por bem apenas conduzir o petista coercitivamente a prestar depoimento. De quebra, o magistrado alfinetou a defesa dizendo que a postura dos advogados não podia ser levada a sério.

Consciente de que na letra da lei não tem como escapar dessa, só resta a Lula transformar o próprio caso num julgamento político. Mas, do outro lado, o adversário é por demais forte. Por exemplo, Moro é o único brasileiro na lista das 100 personalidades mais influentes do mundo em 2016.

A hora do chefe, estará se aproximando?

Veja também:

Dilma estreia campanhas políticas para candidatos do PT e partidos aliados

Haddad diz que seu horário político na TV está ‘disponível’ para defender Lula

Vídeo desmonta ‘anedotas’ contadas por Lula em sua defesa contra denúncia do MPF

Estes atores e atrizes morreram durante gravação de novelas

PHA, depois de atacar a PF, xingar Moro, agora ameaça o país: “A canoa vai virar”

Deixe seu comentário!