Sindicalista desviava recursos da Petrobras para PT da Bahia, diz revista

16720

Um fato é inquestionável, o Brasil realmente é um país muito rico, afinal de contas, com tanto desvio e corrupção na casa dos trilhões, como um país, que não tenha recursos muito grandes poderia ainda não ter quebrado por completo. 

Segundo a revista Veja, Geovane de Morais trabalhava na gerência de comunicação da estatal e forjava contratos com empresas ligadas a petistas.

A revista Veja obteve documento escrito por advogado de Venina Velosa, ex gerente da Petrobras, que aponta o sindicalista Geovane de Morais no desvio recursos da estatal. De acordo com  revista, Morais trabalhava na gerência de comunicação da Petrobras e é aliado a petistas.

Veja também:
A presidente que chora pela morte de um traficante e ignora mortes diárias de heróis
Após morte de traficante brasileiro, Dilma se irrita, chama consul e ameaça romper relações com a Indonésia
Petrolão foi estopim para fogo amigo dentro do PT – Lula e Dirceu não se falam mais, diz revista

Morais teria simulado a contratação de empresas ligadas a petistas que eram pagos sem ao menos um contrato formal. Inclusive a duas empresas que prestaram serviços na campanha do atual Ministro da Defesa, Jaques Wagner, ao governo da Bahia. Ainda segundo a publicação, Morais contava com a proteção de Sérgio Gabrielli, ex presidente da Petrobras, e do Palácio do Planalto.

E como uma novela sem fim, resta aguardar os novos capítulos com mias corrupção, investigação, condenação e ao fim… PIZZA.

Deixe seu comentário!