Vereador que disse que não da pra viver com salário (de R$ 10 mil), é preso por corrupção

28310

O caso do vereador que reclamou do salário da Câmara de Parauapebas (PA), afirmando que não dá pra viver com o salário de vereador, que, na cidade, cira em torno de R$ 10 mil, por sí só é um absurdo, já que políticos não deveriam fazer política com a intenção de viver as custas do povo e sim de servir. Além do mais, os vencimentos da Câmara em questão ultrapassam os 12 salários mínimos, valor que a enorme maioria dos brasileiros levam vários meses pra ganhar.

Segundo ele, os vereadores precisam ser corruptos para sobreviver. É mole? 

O escândalo ficou ainda mais grosseiro no ultimo dia 26, quando o vereador foi preso acusado de participar de um esquema de fraudes em licitações e superfaturamento de terrenos desapropriados pela prefeitura que desviou, segundo o Ministério Público Estadual, cerca de R$ 1,3 milhão.

Com informações Congresso em Foco

Deixe seu comentário!